Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Burro ou Cavalo?

por neves, aj, em 02.12.06

(esta crónicavem bem a propósito de modo a suavizar a [nossa] prolongada ausência àspáginas do Arte por umCanudo, do Agostinho)

Photobucket - Video and Image Hosting

... com unsóculos e um livro à frente passou a doutor, mas há quem diga que afinal separece mais com um político!

Na Escola doAgostinho, os alunos da Turma A do 6° ano optaram por escolher o Cavaleiro S. Martinhocomo seu representante na "melhor mesa de S. Martinho" integradana Área Projecto da Escola.

Muitoprovavelmente os alunos teriam começado p'la construção do cavalo e reza acrónica (do Agostinho) que quando puseram mãos à obracolocaram arame p'raqui (desculpem lá meninos) e papel p'rali (novas desculpas)e ao fim de horas e horas de trabalho diz que se levantou um grande problema,um seríssimo problema de identidade... mas afinal o produto final era um cavaloou um burro?

Não reza acrónica se o S. Martinho se incomodou em lhe terem passado a montada de cavalop'ra burro, isto, claro está, se considerarmos que o animalejo construído p'lo6° A se enquadra melhor na família dos asininos e foge substancialmente da doselegantes equídeos. No entanto convenhamos que não deslustra, de jeito nenhum,ter como montada um burro.
Vejamos...

D. Quixote e Sancho Pança Mascarilha e Silver (o cavalo) Mr. Ed

se é verdadeque D. Quixote,do alto do seu garboso cavalo, fez lenda, também é verdade que Sancho Pança montado novelho jumento é parte integrante, e não se pode dissociar da imortal obra deCervantes, oras...  se o Silver (aiô Silver) do Homem da Mascarilha foi estrela, que dizer dosimpático Burro de Shrek tão espertalhaço que não se deixa montar,inteligentíssimo nas suas tiradas e tão eloquente quanto Mister Ed? E, caros amigos e amigas, não é qualquer um, a não ser oburro, que tem a primazia de ser escolhido, em extraordináriopoema, para transportar os restos mortais de um dos grandes da poesialusitana. 

Photobucket - Video and Image Hosting

Cavalo ouBurro? Bom... (como diria o Jaquim Matôco, em expressão tão enigmática quãointeligente de modo a não tomar partido)... os alunos do Agostinho resolveram aquestão chamando-lhe doutor, logo após o terem adereçado com uns óculos elhe terem colocado um livro aberto à frente. Apesar de a cena se passar numaEscola, oProf. Agostinho, de mente bem aberta, não se opôs à sugestão dos seus alunostanto mais que se atentarmos bem, eles até demonstraram que "sabem aplicara novas situações os conhecimentos adquiridos" (oh... oh... célebrechavão), neste caso o conhecimento do provérbio bem popular de que um burrocarregado de livros parece um doutor.

Em final decrónica à engraçada crónica do Agostinho e já que estamos numa de burros edoutores, aqui vai uma que, mesmo no "tempo da outra senhora", eracontada em aulas de certos professores menos austeros... é aquela do professorque numa aula de Português pergunta a uma turma de 30 alunos: "quemescreveu Os Lusíadas?" À espera de uma resposta em coro, surge osilêncio. Exasperado, o mestre questiona individualmente e após a mudez do"seu melhor aluno" grita: "bolas, estão aqui dentro 30burros"... erguendo o braço lá ao fundo da sala, o menino Reboredo respondepaulatinamente: "31, senhor professor, que eu também cá estou".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:37




calendário

Dezembro 2006

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31