Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Uma vela por Timor

por neves, aj, em 12.11.07

12 de Novembro de 1991 – Massacre do Cemitério de Santa Cruz
(em evocação para que a memória curta dos homens se mantenha sempre alerta)

Photo Sharing and Video Hosting at PhotobucketNão sei quantos dias ou semanas após este dia de Novembro do já longínquo ano de 1991 as televisões portuguesas foram bombardeadas por uma reportagem sobre Timor Leste e dezasseis anos depois parece que ainda ecoa na minha mente o som estridente das sirenes e o das metralhadoras dos militares indonésios disparando indiscriminadamente sobre pessoas indefesas e em fuga que procuravam refúgio no Cemitério de Santa Cruz na capital Dili. Contudo, os possessos e impiedosos soldados não respeitaram sequer aquele que é o local mais venerado da mente humana, independentemente da sua convicção religiosa, o do repouso de seus defuntos.
A reportagem chocante e revoltante feita clandestinamente por um repórter britânico revelou então ao mundo que os massacres sobre o Povo Timorense eram um facto. As nações, principalmente as mais poderosas, consciencializaram-se então que era urgente partir para a acção de modo a evitar o genocídio daquele Povo.
Os preparativos para a luta demoraram. Anos. A diplomacia entrara em acção, mas não bastava. Era necessário que o cidadão comum aderisse e um pouco por todo o mundo as vozes começaram a levantar-se.
Photo Sharing and Video Hosting at PhotobucketPortugal, a pequena Ocidental Praia Lusitana de onde partiram as caravelas desbravadoras de outros mundos, não poderia de modo algum ficar indiferente, tanto que muito sangue luso corria e corre nas veias daquela gente.
A solidariedade dos portugueses foi total, a mobilização foi geral e a união entre diferentes convicções
religiosas e políticas foi sucesso invejável talvez jamais visto no mundo.

DOSSIER TIMOR   VÍDEO MASSACRE

Sem modéstia afirmo que cada um de nós sentia no seu íntimo um enorme orgulho em ser português, orgulho em olhar para o lado e observar uma onda gigantesca de calor humano lutando em prol da sobrevivência de um Povo tão distante.
Nós, eu, não ficámos indiferentes. Acendemos velas e participámos em vigílias. Enviámos cartas e lançámos flores na água das ribeiras que correm para o mar e para Timor. Escrevemos, também escrevemos sobre Timor Leste. Substancialmente. Após o nascimento do Voz do Seven conseguimos recuperar a maior parte dos textos e algumas palavras que rimam e compilámos em dossier a que demos o título de Dossier Timor. Ele pode, deve, ser consultado porque para além de vos mostrar o que vimos e sentimos, permite-vos (através de ligações ou links) conhecer melhor este pequeno país, o primeiro Estado Independente do Terceiro Milénio, localizado lá bem longe nos mares do Oriente e onde a Nossa Língua impera.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:52




calendário

Novembro 2007

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930