Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Salve 3 de Dezembro

por neves, aj, em 03.12.07

São Paulo, 3 de Dezembro de 2007

Filha

Photo Sharing and Video Hosting at PhotobucketPor distracção propositada na carta que enviei anteriormente não cantei  os parabéns em honra dos teus 25 anos. Assim, guardei a tradicional cantilena para esta que é totalmente dedicada a ti e que quero que ouças na altura de apagar as velinhas [1, 2, 3...clica aqui]. No entanto e paradoxalmente faltam-me agora palavras para te dedicar. Aliás, como te disse ontem parece que a inspiração anda um pouco arredia. Tudo corre nos conformes e julgo que nada fiz de mal às ninfas, mas parece-me que elas resolveram mudar de poiso. Só espero que a birra seja passageira e rogo então para que regressem já na próxima lufada.
Bom, assim sendo, lá tenho eu de me socorrer das palavras do sempre jovem e actual Origens, porque sei que gostas e porque eu também gosto de recordar o momento mais belo na vida de um homem: o nascimento de um filho, que a mim a Natureza brindou na forma de menina. Olha filha, dá-lhe uma leitura declamando e acredita que mais perto nos podemos considerar. Eu assim senti.
Mas tenho mais, sabias? Curiosamente encontrei aqui em disquete há cinco anos empoeirada algo que te dediquei e que novamente vem a propósito para dar à menina que todo o pai não deixa de ver na sua filha.
Na despedida envio rosas para a filha mulher, rosas vermelhas de amor de pai que sabendo-te enamorada te abençoa se as desejares partilhar.

Uma beijoca do tamanho do desejo que tenho em te abraçar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:29

Tutti e Frutti

por neves, aj, em 03.12.07

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
clicar na foto

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:50

Medalha de Ouro

por neves, aj, em 03.12.07

(se outras tenho enaltecido, tenho agora o direito de cantar esta que ganhei mas que estou disposto a dividir harmoniosamente)

Photo Sharing and Video Hosting at PhotobucketOntem quando a última badalada das dez horas ainda ecoava pela noite de S. Paulo uma loucura repentina passou-me pela cabeça e resolvi acordar todo o mundo do outro lado do Atlântico. Por lá, pelo meridiano de Greenwich, a esta mesma hora acontecia o render do dia: o Domingo folgazão partia de malas aviadas e a dolorosa Segunda-feira, 3 de Dezembro, fazia a sua aparição.
Embora sem contrição, sou obrigado a concordar que coloquei o pessoal em sobressalto e admito que ninguém gosta de ser acordado com o som estridente de uma campainha a zunir nos ouvidos, mas afinal que culpa tenho eu que tivessem dividido o mundo em fusos? Hora única, ora. Depois, nem eu iria imaginar que os hábitos tinham mudado e que agora se deitavam com as galinhas ademais sabendo-se antecipadamente que era chegada a hora de a menina aparecer, de olhar papá e mamã e de dizer: eis-me bom dia.
Bom, confesso que o que desejei foi ser o primeiro. Mesmo correndo o risco de ser acusado de incoveniente ou de ter ultrapassado tudo e todos e mais os que se julgassem no direito de estarem à frente na fila, a verdade é que já ninguém me pode tirar a medalha de ouro por ter sido eu a dar o primeiro beijo à menina minha filha acabada de chegar, tal como naquela manhã um pouco fria, e de felicitar a mulher minha filha por mais um aniversário.

Ave filhex!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:48




calendário

Dezembro 2007

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031