Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Tá frio por aí?

por neves, aj, em 07.12.07

CLICAR

Por aqui não, eheheh...
Desculpem lá a brincadeirinha, não é para vos irritar é só para vos causar um pouquinho de inveja. Vós até sabeis que não vos queremos mal. Por outro lado não deixamos de tomar consciência que na realidade vivemos num mundo ao contrário, que deveria ser colocado nos eixos.
Bom, mas deixemos para lá as tristezas e curtam aí os chapéus de sol bem brasileiros na Praia de Ipanema no Rio de Janeiroacompanhados da mais célebre das suas garotas.
Quem é amigo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:40

Imigrantes

por neves, aj, em 07.12.07

Photo Sharing and Video Hosting at PhotobucketDiz-nos a legenda da foto que a tartaruguinha é cabo-verdiana não sabendo nós se por viver nas redondezas do Cabo Verde, o ponto mais ocidental do continente africano situado no Senegal, se por ter o seu habitat natural nas águas que abraçam as 10 ilhas (9 habitadas) do Arquipélago de Cabo Verde colonizado pelos lusitanos e que ficou eternizado nos anais da História por no famoso Tratado de Tordesilhas ter sido o ponto de referência para o traçado do meridiano (370 léguas para oeste) que dividiu o mundo quatrocentista em dois hemisférios no sentido vertical, ocidental e oriental, o que veio a possibilitar mais tarde a implantação da Língua Portuguesa por estas paragens onde nos encontramos.
Bom, seja natural das ilhas ou pertença ao cabo, a verdade inquestionável é que a tartaruga da nossa história tem origem africana e assim se torna, por óbvia dedução, uma imigrante do continente negro tentando navegar em águas que não as dela e sim sob jurisdição espanhola. O que nos confundiu, diga-se de passagem, já que nuestros hermanos e toda a Europa com Portugal incluído estão a tratar de fechar cada vez mais as portas à imigração e se vinda de terras africanas, nem uma pequena fresta fica sem vigilância. Mais atentos, depressa a confusão se evaporou ao lermos que o objectivo da presença das tartaruguinhas é reiniciar a reprodução da espécie naquela zona, em Almeria. Ora cá está, transparente como água, se em proveito próprio muito nosso pois que sejam bem vindos, mas estes eestes outros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:52




calendário

Dezembro 2007

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031