Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Zeca partiu há 21 anos

por neves, aj, em 23.02.08

Photobucket

Nascido em 1929, José Afonso Santos faleceu em 23 de Fevereiro de 1987.
A doença levou-lhe o corpo, mas o lutador revolucionário ficou connosco. Como também ficaram as suas músicas e voz, a voz de Grândola que foi sinal em Abril, a voz da resistência e do canto popular, a voz de Coimbra.
Libertado da Lei da Morte, Zeca Afonso ficou e permanecerá sempre connosco.

tributo 20 anos ouvir Zeca recordar Zeca Zeca Afonso

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:23

Ovo Kinder

por neves, aj, em 23.02.08

(a todas as mães)

PhotobucketA foto circula pela web de mail em mail com o título em epígrafe sendo que "ovo kinder" é sinónimo de guloseima de chocolate em forma de ovo e do qual nasce um brinde surpresa.
Muitos dos brindes são constituídos por pequenas peças que com um pouco de habilidade e paciência se podem unir harmoniosamente  umas às outras, construindo pequenos objectos deveras bonitos e interessantes como aviões, automóveis, bonecos ou casinhas.
Por norma, o público alvo do "ovo kinder" são as crianças, mas somos capazes de apostar que ainda estará por fabricar o primeiro deles em que a participação de um adulto não se faça presente. Pelo menos há uns anos era assim. E não se pense que aquela ajuda se baseava apenas em dar uma dica ou outra por o filho, ou filha, estar a colocar a peça ao contrário ou a trocar as mãos pelos pés... temos (bastante) conhecimento de causa de que alguns pais participavam activamente nesta questão podendo ainda afirmar com segurança de que os "ovos kinder" eram (talvez ainda sejam) a alegria de duas almas: o filho, filha também claro, que se empaturrava de chocolate e o pai que sob o olhar atento e admirativo do primeiro ia construindo peça por peça o modelo saído em sorte. No final ambos sorriam triunfalmente, o filho, aliás filha, por ter ganho, fora o chocolate, mais um modelo da Pantera Cor-de-Rosa (a Pink Panter) e o pai por ter conseguido levar a bom termo o projecto e por ter satisfeito as crianças, o seu fruto e aquela que residia dentro de em si.

À primeira vista poderá parecer que a divulgação da foto de mão em mão seja como uma invasão de privacidade e acreditai que pensámos duas vezes, aliás bem mais, se a deveríamos colocar abertamente na rede. Optámos pelo sim, sim senhor que nada de mal tem mostrar ao mundo um ventre grávido (tivemos o cuidado de fazer uns cortes) mesmo que a pele desse ventre se apresente disforme e o rosto da dona desse ventre revele cansaço de ansiedade. Afinal a maternidade é assim.  Por outro lado, cremos que o sorriso da senhora grávida (provavelmente francófona já que a foto trazia a indicação "avant", de antes claro) nos revela que a futura mãe sentirá o maior dos orgulhos por saber que o seu ventre em forma de ovo recheado que nem ovo kinder percorreu quilómetros, milhares, subiu montanhas e galgou mares e foi apreciado por milhares, milhões de pessoas. Não temos informação sobre a data da foto, nem temos notícias de como se desenrolou o acontecimento: certamente que difícil, talvez doloroso, mas a terminar bem. Maravilhosamente bem, como podereis observar após clique sobre a foto publicada: uma mãe bonita, elegante e orgulhosa acompanhada de seus pimpolhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:29

Seis milhões

por neves, aj, em 23.02.08

A gigante está a abarrotar. Já ouvimos (programa televisivo na Band) a especialista da Universidade de São Paulo que a manter-se este ritmo de crescimento da frota automóvel daqui a 5 anos o trânsito na cidade irá parar, pura e simplesmente parar, já que  os milhões de veículos não poderão mexer-se. Pessimista exagerado ou visionário realista? Ah... saliente-se que na altura o professor focou "apenas" 500 novos registos diários.

PhotobucketNa passada Quinta-feira, a cidade de S. Paulo teria atingido o registo de 6 milhões de veículos motorizados se se cumpriu a média de 800 registos diários. Segundo cálculos, nas horas de ponta ou pico circularão nas ruas da enorme urbe à volta de  4 (quatro) milhões de veículos.
É um autêntico enxame sobre rodas que provoca loucos congestionamentos de dezenas e dezenas de quilómetros e o desespero de milhões de paulistanos.
Na página do G1-portal da Globo (que nos oferece algumas imagens em vídeo) especialista dá-nos a solução que passará pela inspecção de veículos para retirada daqueles que não apresentam condições de rodar e pela priorização do transporte público. Por conhecimento de causa, perguntamo-nos como é que o especialista conseguirá convencer pessoas habituadas ao conforto individual no assento do seu automóvel que até possui ar condicionado a viajar em ônibus completamente lotados (alguns deles teriam feito a guerra de 14 como soi dizer-se) fervendo de calor e odores e onde o povo é mais prensado que sardinha em lata e em linha de metropolitano deveras reduzida, à parte o bom serviço oferecido (quanto a nós, é evidente). Num futuro será possível? Acreditamos que sim, mas por este andar quem nos garante que a frota automóvel nesse futuro não será de 10 milhões e os habitantes de vinte, passe o exagero?
Dos 6 milhões de veículos registados, segundo a FolhaOnline (acesso através da foto), 4 milhões e meio serão automóveis, o que feitas as continhas dará 2,4 habitantes por automóvel. Ou seja teremos 2 automóveis por (quase) cinco habitantes ou, em números mais correctos, existem 5 automóveis por cada 12 habitantes. Atente-se que são números meramente estatísticos que se baseiam numa simples divisão entre o número de habitantes e de automóveis (ou vice-versa) não nos indicando, de maneira alguma, outros parâmetros que seriam merecedores de serem focados. Contudo, são números próximos de Paris (2,3 habitantes por automóvel).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:32




calendário

Fevereiro 2008

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829