Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



António Aleixo

por neves, aj, em 26.09.08

Algarvio de nascimento (1899-1949) foi poeta por vocação e cauteleiro de profissão, dizendo-nos no entanto numa das suas quadras que também foi polícia e soldado e que até esteve fora da Nação, que vendia jogo e guardava gado e só lhe faltava ser ladrão.
É Aleixo, o mais popular dos poetas que um dia nós próprios homenageámos em jornal escolar (pomposamente chamado O Calinas) lá pelas terras do Douro em uma única quadra em remate a umas tantas outras que publicámos: são versos sem métrica, estes que aqui vos deixo, não sou Camões nem Pessoa, tento imitar o Aleixo.

Photobucket Sei que pareço um ladrão...
mas há muitos que eu conheço
que, sem parecer o que são,
são aquilo que eu pareço.

Refira-se que esta entrada nasceu por inspiração de apresentação de slides com as quadras deANTÓNIO ALEIXO (musicada com Maria Faia de Zeca) que nos foi amavelmente enviada pelo amigo mister Gonçalo, o decano dos Olivais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:44

Família CPLP

por neves, aj, em 26.09.08

(com dois ilustres penetras, Sampaio eGuterres)

Photobucket
um clique na imagem leva a fotos do portal da Presidência da República

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:58




calendário

Setembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930