Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O monstro!

por neves, aj, em 30.10.08

quem é Pedro Guina

A opinião de PEDRO GUINA

O monstro!

Um monstro instalou-se no nosso concelho. Um monstro que apareceu sorrateiramente, que nos consome as energias presentes e nos faz diminuir a esperança no futuro. Foi criado por uma espécie de cientistas, sem grande experiência que, seguramente se encontram admirados com o resultado e tamanho do mesmo. Esse monstro, que se multiplica em volume coloca a Câmara de Santa Comba Dão como a sexta mais endividada do país. Sim, isso mesmo. Uma Câmara de uma pequena cidade tem mais problemas financeiros do que uma qualquer Câmara de um centro urbano.
Mas o mais escandaloso é a forma quase natural e normal com que tal monstro foi criado e, acima de tudo, o desvalor com que uma situação de tal forma grave é tratada pelos mesmos que a criaram. Hipotecar desta forma irresponsável o futuro do nosso concelho, dos nossos filhos e netos é politicamente criminoso!
É que o monstro consumiu as nossas energias e nem sequer serviu para realizar as muitas e vastas promessas populistas prometidas no calor das últimas autárquicas.
E já agora que Manuela Ferreira Leite tanto fala da falta de dinheiro e que se deve poupar nas obras faraónicas e populistas, ponha os olhos em Santa Comba Dão, nesse mesmo executivo do seu PSD!

Pedro Guina
Advogado

www.pedroguina.blogspot.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:59

Santa Comba Dão merece um Julgado de Paz

por neves, aj, em 30.10.08

quem é Pedro Guina

A opinião de PEDRO GUINA

Santa Comba Dão merece um Julgado de Paz

Já tenho escrito que, enquanto advogado, uma das experiencias mais gratificantes que tenho tido é trabalhar com os Julgados de Paz, designadamente, com os Julgados de Paz de Cantanhede.
Com efeito os Julgados de Paz são um tribunal que têm competência para as mais variadas situações, como seja, cobranças de dividas, entregas de coisas móveis, acções relacionadas com condomínio, resolução de litígios entre proprietários confinantes, abertura de janelas, arrendamento urbano ou até crime, quando as partes prescindam da acção criminal.
A criação dos Julgados de Paz deve partir da iniciativa das autarquias. Já tive a oportunidade de alertar membros do executivo camarário e da oposição para a necessidade de criar um Julgado de Paz em Santa Comba Dão, sendo que, à semelhança de outras zonas do país o mesmo poderia envolver mais que um concelho, neste caso os três concelhos da Comarca, ou seja, Santa Comba Dão, Mortágua e Carregal do Sal. Cabe pois à Câmara de Santa Comba Dão candidatar-se e reunir a logística necessária ao funcionamento de um Julgado de Paz. Penso que seria uma mais valia para o Concelho, contudo, Santa Comba Dão, corre o risco de os concelhos vizinhos se anteciparem e instalarem nos mesmos tal tipo de tribunal.
Se é coisa que não falta em Santa Comba Dão são espaços onde um Julgado de Paz possa funcionar, designadamente nas escolas que vão ser encerradas, ou até quem sabe , no Vimieiro, na casa do Dr. Salazar.
Aqui fica a sugestão construtiva a quem de direito.

Pedro Guina
Advogado

www.pedroguina.blogspot.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:52

A Dança das Horas

por neves, aj, em 27.10.08

... está em duas (final de Outubro), vai a três (Fevereiro) e depois a quatro (final de Março), volta a três (meados de Outubro) e regressa a duas (final de Outubro)...

PhotobucketA Hora no mundo e as diferenças horárias serão, a oeste e leste de Greenwich, dos temas que mais discussões provocam já que o entendimento nem sempre é linear e a questão é ainda agravada pela criação de horários de Verão e de Inverno sendo que se pode tornar assaz complicada porque nem todos os países aderem (e dentro de um dado país nem todo o território pode aderir, como é o caso do Brasil). Toda esta questão do Tempo é, em suma, motivada pelo movimento aparente do Sol ou se quisermos ser mais exactos por culpa do movimento de rotação da Terra e das regras criadas pelo Homem para que não andemos perdidos neste mundo.
Atente-se já que Greenwich é o nome que nos comanda nesta questão porque foi esta localidade perto de Londres que se dedicou ao estudo do Tempo e onde se convencionou passar um meridiano, afinal um círculo imaginário que passa pelos pólos e divide a Terra em duas metades, ocidental e oriental. Assim, o Meridiano de Greenwich é considerado a linha do tempo. Resolveu então o Homem dividir os 360 graus do Equador (um círculo) pelas 24 horas do dia criando pontos separados em 15 graus e por esses pontos traçou outros tantos meridianos. Nasceram então os fusos, sendo a definição de fuso, grosso modo, o espaço entre dois meridianos com a amplitude de 15 graus a que corresponde 1 (uma) hora. O (fuso) que engloba o Meridiano de Greenwich é chamado de fuso 0 (zero), é afinal onde o tempo "começa", é o tempo zero, a hora zero, e convencionou-se que para a direita (leste ou oriente) o tempo, a Hora, avança e que para a esquerda (oeste ou ocidente) a hora recua. Claro que tudo é relativo, relativamente ao Tempo Médio de Greenwich, ora, o tão celebrizado TMG ou GMT em inglês. Faça-se aqui parêntesis porque será importante salientar que o fuso de Greenwich,GMT 0, é desenhado marcando 7,5 graus (sete graus e meio) para cada lado do meridiano.
Entretanto, as concepções sobre o tempo alteraram-se devido à evolução tecnológica e hoje não falamos em TMG e sim em UTC, Tempo Coordenado Universal ou Tempo Universal Coordenado já que encontramos as duas denominações. Ainda em preâmbulo considere-se que em teoria a cada fuso geográfico deveria corresponder um fuso horário, só que cada país se viu na necessidade de criar os seus próprios fusos horários que nem sempre (praticamente nunca, será mais correcto) correspondem à divisão geográfica exacta. Veja-se o caso recente do Brasil que apesar de possuir imensidão territorial para mais, optou por em Abril deste ano eliminar um e ficar apenas com 3 (três) fusos horários e até o caso português da Região Autónoma dos Açores que pela geografia deveria pertencer ao fuso -2 (menos dois), mas foi convencionado que a diferença horária entre ela e o Continente (fuso 0) seria não de duas mas apenas de 1 (uma) hora.
Bom, e depois de sermão tão adornado com fusos só se espera que na verdade o leitor não se sinta confuso, porque afinal o que nos propomos é falar da Dança das Horas ao longo do ano entre Brasil e Portugal. Para tal, parta-se do pressuposto que a Hora Oficial Brasileira é –3 UTC (ex-TMG) e a Hora Oficial Portuguesa é UTC ou 0 UTC. Três horas de diferença. No entanto na Hora de Verão o fuso oficial do Brasil passa a –2 UTC e o fuso oficial de Portugal no Horário de Verão passa para +1 UTC. Até parece que as 3 horas de diferença se mantêm, mas não é bem assim. É que devido à condição de Portugal e Brasil se encontrarem em lados opostos em relação ao Equador, esses Horários de Verão "entram em cena" em diferentes alturas do calendário o que vai provocar alterações significativas nas diferenças horárias ao longo do ano entre os dois países, alterações que estão bem explícitas na introdução que fizemos à presente entrada.

Numa tentativa de melhor entendimento desta Dança das Horas construímosesquema que pode ser acedido de imediato com um clique, mas para aqueles, como nós, que não dão ponto sem nó e que aproveitam toda e qualquer vírgula para divulgar mensagem fica aqui DANÇA DAS HORAS em apresentação de slides PowerPoint emoldurada por abraço harmonioso entre as duas Pátrias ao som de Fado Tropical de Chico Buarque.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:29

Hora de Inverno (Portugal)

por neves, aj, em 25.10.08

Portugal tem dois fusos horários com duas horas diferentes separadas por 60 minutos
Na Hora de Inverno os relógios devem ATRASAR UMA HORA em todo o território

(redigido em OUTUBRO 2008)

                                                            Image hosted by Photobucket.com

 

 

 

Como se pode observar pelo mapa, aqui ampliado, Lisboa e a Madeira (também Londres) estão no mesmo fuso horário (Fuso UTC ou zero) com uma hora de avanço em relação aos Açores que já fazem parte de outro fuso horário (Fuso menos uma hora ou –1 UTC).
Repare-se ainda neste mapa na indicação (a amarelo) DST referente à Hora de Verão visto que a imagem foi copiada hoje dia 25 de Outubro, Sábado. Amanhã dia 26 de Outubro, último Domingo do mês, essa indicação já não constará dos mapas do WorldTimeZone visto entrar em vigor no território português (e na Europa em geral) a Hora  de Inverno e assim amanhã, 26 de Outubro, deverão os residentes no território português atrasar os relógios em sessenta minutos sendo que esse atraso deve ser realizado da seguinte forma:
Portugal Continental e Região Autónoma da Madeira - às 2 (duas) horas de Domingo, dia 26.
Região Autónoma dos Açores - à 1 (uma) hora de Domingo, dia 26.
Fica ainda registado que este horário se irá manter até ao último Domingo de Março (dia 30) altura em que a marcação do tempo sofrerá nova alteração com a entrada da Hora de Verão (adiantamento de 1 hora).

Hora no Mundo

Como curiosidade registe-se que a partir de amanhã, Brasília e Lisboa ficarão com uma diferença horária de apenas 2 horas... até 15 de Fevereiro quando passarão a ser 3 horas e que aumentará para 4 horas em 29 de Março... é, é a tão famosa dança das horas que nos anima e que às vezes nos confunde, mas que uma leitura concentrada ajuda a esclarecer [ver também Hora Legal Brasileira].

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:50

Marcas Portuguesas

por neves, aj, em 20.10.08

CLICAR PARA AMPLIAR FOTODiz-nos o Blogue da Embaixada que "marcas históricas portuguesas no Brasil" é título de artigo publicado pelo semanário Expresso em que são referenciadas algumas das principais heranças portuguesas no Brasil, "o país onde permanecem mais vivas as marcas desses gloriosos tempos em que Portugal deu novos mundos ao mundo." Nessa viagem feita pelo Expresso à "América dos portugueses", cuja ligação consta da entrada do Blogue da Embaixada, são visitadas cinco cidades históricas brasileiras: São Luís (Maranhão), Salvador (Bahia), Olinda (Pernambuco), Ouro Preto (Minas Gerais) e Paraty (Rio de Janeiro).
Ide até lá que vale a pena, se a vossa alma do querer saber e conhecer não é pequena, claro está.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:39

Desporto em Português

por neves, aj, em 20.10.08

PhotobucketClaro que é, com certeza, uma camisola (camisa) portuguesa.
Apesar da cor e do emblema (escudo) tão objectivamente nacionais não se vá pensar que estamos perante uma nova vestimenta dos nossos craques das várias Selecções. É certo que mais portuguesa não poderia ser, mas não exageremos... isto apesar de não concordarmos que os equipamentos desportivos das actuais formações lusitanas primem pela identificação com emblemas federativos já que somos apologistas das Quinas no peito dos nossos atletas. Gostos, afinal, que não devem ser discutidos antes sim respeitados, como afinal o gosto do mentor deste primeiro equipamento da popular LUSA, a Portuguesa de Desportos, associação fundada há 80 anos pela comunidade portuguesa de São Paulo. Curiosamente esta foto do equipamento original da equipa de futebol foi publicada pelo Portugal Diário, por onde costumamos passar quase todos os dias, mas verdade seja dita que tal publicação nos passou ao lado... felizmente que há sempre um Blogue, da Embaixada, que não deixa passar nada no que aos lusos corações toca. Em entrada própria o Blogue fala-nos assim deste primeiro equipamento português por terras paulistas datado de 1920 e em curta, mas concisa exposição conta-nos um pouco da história da Lusa.
Em complemento informamos nós que ontem a Portuguesa deu uma grande alegria à comunidade ao vencer no seu Canindé o Grémio de Porto Alegre, o ainda líder do Campeonato Brasileiro. Com esta vitória, as esperanças de continuar no escalão maior do futebol brasileiro renasceram.
Ave Lusa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:34

Não aos maus tratos!

por neves, aj, em 20.10.08

quem é Lara Guina

A opinião de LARA GUINA

Não aos maus tratos!

PhotobucketAo longo de vários séculos, verificou-se um tratamento inadequado e agressões a crianças, sob as mais diversas formas. As crianças são muito frágeis, indefesas e dependentes, o que as torna bastante vulneráveis à violência, ao abuso e à exploração. Só nos meados do século XX é que passou a ser vista como um ser social, integrante e parte preciosa da sociedade. O reconhecimento e valorização do papel da família e do ambiente no desenvolvimento da criança tornaram-se indiscutíveis e a Pediatria Social passou a assumir um papel de especial relevo.
Em 1991 foram criadas as Comissões de Protecção de Menores, com sede nas autarquias locais, integradas por representantes dos tribunais, técnicos de serviço social, médicos e elementos da autarquia e da comunidade. Em 2001, este modelo de protecção foi reformulado e foram criadas as Comissões de Protecção de Crianças e Jovens, localizadas nos municípios e constituídas por uma equipa multidisciplinar. Estas instituições visam promover os direitos da criança e do jovem e prevenir ou acabar com situações que afectem a sua segurança, saúde, formação, educação ou desenvolvimento integral.
Qualquer cidadão comum que tenha conhecimento de maus tratos a qualquer criança ou jovem pode e deve informar estas Comissões de Protecção de Crianças e Jovens. Os maus tratos podem classificar-se em diversos tipos: mau trato físico, negligência, abuso sexual, mau trato psicológico. O mau trato físico é o mais frequentemente diagnosticado nas instituições de saúde, é responsável por uma elevada morbilidade e a principal causa de mortalidade. A negligência consiste na incapacidade de proporcionar à criança a satisfação das suas necessidades de cuidados básicos de higiene, alimentação, afecto e saúde, indispensáveis ao seu crescimento e desenvolvimento normais. A negligência é uma forma muito frequente de mau trato, insidiosa e de graves repercussões para a criança, nomeadamente o risco de morte, acidentes, atraso de crescimento e desenvolvimento e alterações de comportamento. Quanto ao abuso sexual, este, talvez seja o mau trato mais traumatizante para a criança. A incapacidade dos pais em proporcionar à criança um ambiente de tranquilidade, bem estar emocional e afectivo, indispensável ao crescimento, desenvolvimento e comportamento adequados, também é considerada um mau trato, mau trato psicológico, de difícil definição e diagnóstico.
Existem alguns factores de risco, inerentes aos pais e à criança, associados a uma situação de crise. Os principais factores de risco nos pais são: antecedentes de maus tratos na sua própria infância, características de personalidade imatura e impulsiva, maior vulnerabilidade ao stress, mudanças frequentes de companheiros e de residência, antecedentes de criminalidade e hábitos de alcoolismo ou toxicodependência. São consideradas crianças de risco: as que são filhas de mães muito jovens, solteiras ou sós, de gravidez não desejada, as que não correspondem às expectativas dos pais, as crianças portadoras de alguma deficiência ou doença crónica. Todos estes factores de risco dos pais e das crianças combinados com situações de crise, como por exemplo, desemprego, dificuldades económicas, divórcio dos pais, depressão de um elemento da família, poderão contribuir para o aparecimento de maus tratos.
É importante que estas famílias sejam ajudadas. A escola, o centro de saúde, a acção social, assim como as CPCJ têm a função de sinalizar as famílias e de lhes prestar o melhor apoio possível. Mas a sociedade também as pode ajudar, basta um telefonema ou uma carta para uma destas instituições para que seja feita a sinalização e averiguada a situação.

Lara Guina
Psicóloga Clínica

http://laraguina-psicologa.blogspot.com/

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:21

Hora de Verão no Brasil

por neves, aj, em 18.10.08

(desconsiderem-se as entradas no Voz em anos anteriores)

Photobucket
um clique para ampliar

Pelo Decreto nº 6 558 de 8 de Setembro de 2008 [acrescente-se o Estado da Bahia a partir de Outubro de 2011] fica instituída a Hora de Verão (com o adiantamento dos relógios em sessenta minutos) na República Federativa do Brasil e que vigorará das zero horas do 3º Domingo de Outubro às zero horas do 3º Domingo de Fevereiro do ano seguinte, no entanto se este Domingo coincidir com o Domingo de Carnaval a Hora de Verão irá até ao Domingo imediato.
Tenha-se em atenção que a Hora de Verão não abrange todo o território brasileiro, só irá vigorar no
Distrito Federal e nos seguintes estados (a verde no mapa que deve ser clicado para ampliar):  Mato Grosso,Mato Grosso do Sul,Goiás,Bahia[aderiu novamente à Hora de Verão], Minas Gerais,Espírito Santo,Rio de Janeiro,São Paulo,Paraná,Santa Catarina e Rio Grande do Sul que deverão então adiantar os relógios em uma hora logo que entre o terceiro Domingo de Outubro.

hora legal brasileira

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:30

Fusos horários do Brasil

por neves, aj, em 18.10.08

(desconsiderem-se as entradas no Voz em anos anteriores)

... eram 4, agora são 3 fusos horários.
Em 24 de Abril deste ano de 2008, o Presidente Lula da Silva sancionou (com entrada em vigor passados que foram 60 dias) a lei nº 11 662 a fim de modificar os fusos horários no território brasileiro.
No mapa da esquerda temos o Brasil "de antes" com 4 (quatro) fusos horários e no da direita a divisão actual do território em apenas 3 (três) fusos horários, divisão pela qual já se rege.
Partindo das premissas de que a cada fuso horário corresponde uma hora, de que para a esquerda ou oeste de Greenwich (fuso zero) a hora atrasa e os fusos levam a denominação negativos ou menos (claro que para leste ou direita de Greenwich a hora adianta sendo os fusos chamados de positivos ou mais) por observação do mapa da direita, o actual que deve ser clicado para ampliar, constatamos então:

PhotobucketPhotobucket

primeiro fuso -fuso menos duas horas - Arquipélago de Fernando de Noronha e Ilha Trindade
segundo fuso - fuso menos três horas - litoral do território brasileiro, o Distrito Federal e Estados do interior excepto os que fazem parte do terceiro fuso.
terceiro fuso - fuso menos quatro horas - Estados do Acre, Amazónia, Roraima, Rondónia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Como alterações substanciais, para além do fim do "fuso do Acre", temos a incorporação de todo o território do Estado do Pará no mesmo fuso horário, "fuso menos três horas", afinal o de Brasília e, também, o de São Paulo.
Como remate atente-se que durante o período de vigência da Hora Normal quando forem 12 horas na capital federal, Brasília, serão 11 horas em Rio Branco (Acre) e 13 horas em Fernando de Noronha, mas com a entrada da Hora de Verão (este ano de 2008 será amanhã domingo 19 de Outubro às zero horas) o mapa horário muda completamente de aspecto visto que nem todo o território faz a alteração, apenas os estados das regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul alteram os relógios para diante.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:04

Hora no Mundo (world time zone)

por neves, aj, em 17.10.08

http://www.worldtimezone.com/

...do melhor que encontrámos até agora, apesar de não se oferecer em Língua Portuguesa (tem variante castelhana).

Photobucket

Como dizemos noutro local (e como pode ser observado), em São Paulo eram exactamente 05:24 horas deste dia 17 de Outubro de 2008 quando captámos  esta imagem. Eram 09:24 horas nos relógios oficiais de Portugal. Dividido em fusos horários a cada um dos quais corresponde 1 (uma) hora, o mapa dá-nos logo uma ideia global da hora mundial, sendo que a oeste (ou esquerda) de Greenwich (Londres) a hora é negativa ou para menos e que para a direita daquele meridiano do tempo a hora é positiva ou avançada. Tenha-se em atenção, muita atenção, que em Greenwich (o fuso zero) o relógio marca 08:24 h e em Londres (Lisboa também) já marca 09:24 h, porque apesar de o fuso ser o mesmo, Londres (Lisboa também) está no Horário de Verão nesta altura do calendário (altera em 26 de Outubro) e por isso os relógios marcam mais uma hora... é devido a tal condição que aparece a etiqueta amarela DST (daylight saving time) indicativa de Horário de Verão. Do mesmo modo podemos verificar que em São Paulo os relógios marcam menos 4 horas que em Londres (Lisboa também), mas o fuso é – 3 (menos 3).
Claro que este mapa é apenas uma amostra, uma pequena amostra do que oWorld Time Zone nos pode oferecer. Numa observação mais atenta logo o usuário verifica a possibilidade de viajar pelo mundo e chegar à zona geográfica que lhe interessa. Aliás foi o que fizemos para nos inteirarmos do que realmente se vai passar no Domingo dia 19 pelo território brasileiro já que este ano houve regulamentação revolucionária que vai provocar mudanças bastante significativas (algumas já entraram em vigor) na marcação do tempo. Sobre aHora e (novos) Fusos do Brasil já nos debruçámos noutro local, mas ficam desde já avisados os nossos leitores de que às 0 horas (zero horas) do dia 19, porque é o terceiro Domingo de Outubro (memorize-se para futuro), Lisboa e Brasília vão ficar 1 hora (uma hora) mais perto devido a que no Brasil vai entrar a Hora de Verão (não em todo o território, note-se).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:29

Pág. 1/3





calendário

Outubro 2008

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031