Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Madagáscar, versão II

por neves, aj, em 16.12.08

PhotobucketLemos por aí que "Madagascar: Escape 2 Africa" (título no original), estreou aqui no Brasil. Certamente se lembram que no primeiro filme, a bicharada se evadiu do Zoo de Nova Iorque e aterrou em Madagáscar (grafia portuguesa), ilha no Oceano Índico, ao largo de Moçambique e do qual está separado pelo Canal de Moçambique.  Neste segundo filme, ao que parece, os amigos bichos resolvem retornar para as Américas e tomam um avião pilotado pelos pinguins. Só que, como pinguim percebe é de andar na água a viagem durou pouco e o avião aterrou de emergência em plena selva africana. É afinal um regresso às origens.
Bom, mas entenda-se que não estamos propriamente para aqui a publicitar o filme (que esperamos não tarde a chegar a uma televisão perto de nós), antes sim a  inventar treta para num repente pôr em prática o que nos veio à cabeça quando vimos o cartaz: colocar aqui a música bem mexida do primeiro Madagascar (grafia brasileira) pro pessoal abanar o capacete... fiquem-se com I Like to Move It.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:00

Korgui

por neves, aj, em 16.12.08

PhotobucketO Korgui é um Setter Irlandês de 12 anos de idade. Reside em Coimbra e diga-se que até tem pose catedrática, afinal é oriundo de família de fina linhagem. Um grã-fino na verdadeira acepção, portador de pedigree invejável. Conhecemo-lo através de um amigo comum. Do amigo João. Apesar de não ser o seu proprietário, na verdade é pertença de familiar, às vezes toma conta dele e conhece bem toda a sua história. Contou-nos o João que quando novo, o Korgui, Juca para os mais íntimos, era um brincalhão indomável. Hoje, aposentado porque as artroses nas longas patas já não lhe permitem tais travessuras, prefere o conforto do lar doce lar. Está acabadote, disse-nos outro dia o amigo João em conversa pelo msn numa daquelas vezes em que lhe calhou em sorte ser ama do velho Korgui.
Pois é. É a vida, caros amigos e amigas... com o andar do calendário tudo se chega... não só ao homem como também aos cachorros. Vêem? O que é preciso, na verdade, é cada um de nós, homens e animais, saber encarar o que aí vem, com descontracção e alegria, com satisfação do dever cumprido, não acham?
E, sabemos nós, que o Korgui cumpriu bem a sua missão, de compincha e de animador do seu círculo, reprodutor também e, a atentar na bela estampa com que se apresentava aqui há uns anos, inefável partidor de coração de cachorras... a propósito diga-se que até a nossa Piruças, uma Bichon Frisé já com boa idade de aposentação, aguçou as orelhas e deu umas frenéticas abanadelas de cauda quando espreitou a foto que publicamos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:50




calendário

Dezembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031