Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Bragança

por neves, aj, em 10.02.09

... não a cidade propriamente dita e sim a região, em entrada feita com carinho e muita consideração pelas gentes transmontanas que, entre outras milhentas coisas, tão saborosas iguarias oferecem a Portugal.

PhotobucketDiga-se que se não fora uma apresentação em slides PowerPoint sobre o Distrito bragantino que já andava aqui pelos nossos arquivos há bastante tempo, talvez esta entrada não nascesse, porque, confessamos, somos pobres de saberes sobre a região (quem sabe se num futuro próximo não vamos melhorar?) limitando-se os nossos conhecimentos a Ansiães, mais propriamente a uma Páscoa na aldeia de Pombal de Ansiães pertencente ao município de Carrazeda e a uma inesquecível viagem de comboio (trem) na Linha do Tua (que acompanha o rio de mesmo nome) até à estação ou apeadeiro de São Lourenço, sítio de águas termais sulfurosas (como as do nosso Granjal santacombadense) que, curiosamente, nos ajudaram a debelar um problema de pele na face.
Diga-se também que quase de certeza a citada apresentação nos foi enviada pelo amigo Jota-Jota, afinal o nosso principal abastecedor destes documentos que, regra geral, musicados, espalham mundo afora em imagem e/ou texto não só terras ou locais mas também mensagens pessoais e até informação da actualidade mundial, de forma séria e responsável ou caricaturada. Geralmente circulam de mail em mail, um pouco como
As Pombinhas da Catrina, distribuindo gratuitamente momentos prazerosos a todos sem distinção e contribuindo grandemente, também, para o enriquecimento cultural de cada um.
Mas, diga-se ainda que se a apresentação DISTRITO DE BRAGANÇA é o combustível que nos está a alimentar o texto já a faísca que espoletou todo o processo foi uma entrada do nosso amigo Santos Passos, de certeza absoluta o mais transmontano dos brasileiros, que no seu Bazar nos confessa, entre alheiras e chouriças, nunca ter visitado a Feira do Fumeiro em Vinhais e ainda nos dá conta das razões que o impedem de já estar a residir por terras lusitanas... vida rica, bem preenchida, a deste nosso patrício que a partir de 2011, muito provavelmente, se prepara para curtir (entre alheiras, chouriças, presuntos e salpicões) uma rica vida lá por trás dos montes onde a vida corre calma, sem stress, afinal condição sine qua non para uma aposentadoria ou reforma em beleza.

PhotobucketContudo, e fazendo jus ao velho ditado de que não há bela sem senão, o amigo Santos Passos falha redondamente (desculpa lá ó pá) esquecendo-se de emoldurar a sua Feira do Fumeiro (posteriormente descobrimos que no Bazar até tinha ofumeiro do primo Flávio) com uma imagem daquele que para muitos será um dos mais ricos tesouros que os deuses da criação e da inspiração ofereceram aos lusitanos, os quais não se fazendo rogados nem invejosos e valendo-se do seu engenho e arte vão espalhando a dádiva por todo a parte. Em vias de tal, e como para amigos mãos rotas, oferecemos nós uma (bela) foto (que pode ser ampliada com um clique) de um fumeiro algures por terras nordestinas portuguesas e que só não é a de destaque porque achamos que a representação escultórica em rotunda da cidade de Bragança [foto que faz parte da apresentação] será mais merecedora visto que nos retrata afinal o que dá vida à região: o Povo em labuta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:10


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




calendário

Fevereiro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728