Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Salvo pelo gongo

por neves, aj, em 20.08.09

Entenda-se salvo, ao fim de 20 anos, peloADN (ácido desoxirribonucleico) ou DNA, em simbologia inglesa, de cumprir na totalidade a pena de prisão de 50 anos a que foi condenado, injustamente, como se acabou de provar. Acima de tudo reabilitou a sua pessoa e o nome, mostrando (mais uma vez) que todos os sistemas têm calcanhares de Aquiles, mesmo aqueles que temos a mania de considerar intocáveis.

Photobucket

Quando o final da história é agradável nem interessa entrar em muitos pormenores e até dá para brincar, dizendo que afinal Keneth Ireland foi um homem de sorte em não ter sido condenado à morte, porque neste caso não haveria ADN que o safasse.
Que pelo menos o caso, mais um inocentado graças à certidão genétca, sirva de reflexão para os que são apologistas da pena de morte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:29




calendário

Agosto 2009

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031