Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Grande susto

por neves, aj, em 18.03.07

Ontem à tarde apanhámos (levámos) um susto, um valente susto que nos manteve inquietos durante toda a noite e parte da manhã de hoje.

A hora do susto não a podemos precisar, apenas podemos apontar que foi pouco tempo depois de o desafio da BRIOOOSA ter finalizado (2-2 na Vila das Aves) e logo após a colocação de uma entrada anunciando aos estimados leitores uma página com bonitos álbuns de fotos sobre a Natureza.

O susto...

Ao fazermos a actualização da página de entrada (a home page) ficámos mudos de espanto, atordoados, e quando insistimos uma, outra, mais uma, duas, não sei quantas vezes, reconstruindo [poractualização] todo o sítio por causa das dúvidas então é que ficámos completamente siderados: o Voz do Seven tinha sumido. Em branco, mais branco que a neve e a cal, assim estava o nosso trabalho de 3 anos.

De cabeça amparada entre mãos a tremelicar, olhávamos o branco do monitor tentando desacreditar nossos olhos. Inspirando fundo, cada vez mais fundo (em busca do discernimento) tentávamos mergulhar nas profundezas do problema, mas não compreendíamos absolutamente nada já que o "esqueleto", a estrutura interna do Voz, estava intacta... aparentemente, deduzíamos nós com cautela. Mais atarantados ficámos quando começámos a comparar... verificámos então que o Voz do Seven 2 estava ali para as curvas como também o Portugal em Brasil que a companheira vai construindo, com amor e dedicação, quando a disponibilidade o permite, leia-se quando esta velha carcaça onde escrevemos está disponível.

Raios e coriscos se fizeram ouvir, ora pois. Com o discernimento a fugir e antes de nos socorrermos da comunicação directa com o weblog.pt, o hospedeiro do Voz, (não abusamos na comunicação já que somos subscritores não pagantes) tentámos então colocar uma nova entrada no Voz. Nada. O sistema negava-se a gravar. Tentámos então no Voz 2 e nova recusa... rien de rien... o que, em verdadeiro paradoxo, fez com que se acendesse uma luzinha de esperança. A pequena luz tornou-se de imediato quase um Sol quando constatámos que o próprio sítio do weblog.pt apresentava problemas.

A questão mexia agora com a ansiedade. Tornava-se imperioso manter a calma e esperar, esperar. Seriam umas 5 horas da manhã quando a agitação nos tirou da cama e partimos em busca, mas nada do "nosso menino". No entanto aquela luz engrandeceu já que lemos comentário de colega destas andanças, quiçá com problema similar, aposto no weblog.pt. Plenos de coragem colocámos também um, pedindo ajuda... seriam pouco mais de 8 horas da manhã aqui em S. Paulo. Vinte minutos depois estávamos a escrever outro pedindo desculpa pela precipitação do comentário anterior... o Voz tinha ressuscitado.

Aleluia!

Post-scriptum - quase simultaneamente recebemos mail do weblog.pt a comunicar que já estavam a ver o problema, mas que nada tinham encontrado e a informarem-nos que dispuséssemos, que jamais hesitássemos em contactá-los numa próxima. Sensibilizados, agradecemos.
Ah... as causas, as causas do desaparecimento. Tudo leva a crer que não terá sido obra de bruxa alguma, penso eu de que... Terá sido por pura casualidade, por simultaneidade na colocação da nossa entrada e na falha do weblog.pt, e só após a reconstituição de todo o sistema é que o Voz apareceu novamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




calendário

Março 2007

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031