Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Amigo Porco

por neves, aj, em 31.03.07

(no final do texto, um impressionante trabalho de um amigo a quem chamamos porco)

Photo Sharing and Video Hosting at PhotobucketTemos pena, muita pena mesmo, de não vos podermos oferecer um texto (maravilhoso) sobre um dos maiores amigos do Homem... o Porco. Nesse texto que deixámos por terras santacombadenses (como se compreende não podíamos trazer a "casa às costas") e publicado em revista domingueira (Pública ou Notícias), o articulista falava-nos, em prosa engraçada repleta de ironia e crítica à mistura, da importância na nossa alimentação deste nobre animal injustamente chamado de porco, que só o é se o homem não lhe limpar o chiqueiro, que não refila sobre o que lhe é dado a comer (omnívoro) e do qual aproveitamos tudo ou quase tudo, até os ossos, o couro e as tripas.

O autor do referido texto falava-nos ainda da "desumanidade" verificada nas pocilgas (redução da superfície para cada animal de modo a não gastar energia e assim atingir o objectivo único de engordar e de rapidamente atingir lucro) e nas condições degradantes do seu transporte, que a foto publicada retrata fielmente.
Em suma, ao defender o Porco com unhas e dentes, o autor do texto  conseguiu sensibilizar quem o leu (fazendo até despertar um certa dose de amor pelos pobres suínos) e pôs também a pensar duas vezes todos aqueles que adoram, como nós, um entrecosto (costelinha) ou uma barriga de porco na brasa de carvão.

O que certamente o autor desconhecia, já que não falou nela, era a capacidade canina (tão enaltecida pelos humanos) dos nossos amigos porcos... quer dizer, um porco pode fazer aquilo que é costume vermos num cão como o atesta um vídeo chegado há uns dias à nossa caixa de correio e cujo autor titulou de "nunca mais como carne de porco".

(como nem todos os visitantes poderão ter possibilidades de assistir ao vídeo na extensão .flv -caso dos vídeos do YouTube- oferecemos igualmente uma outra versão, .wmv, visionado em Windows Media Player)

Na verdade este porco-cão (completamente diferente de um cão-porco) é um verdadeiro espectáculo dentro de outro grande espectáculo, o circense. De tal modo ficámos surpreendidos, o abanar do rabo é digno de ser apreciado, que não resistimos a interrogarmo-nos se não seria muito mais útil elevarmos o porco à categoria de maior amigo do homem já que talvez não seja tão porco quanto alguns cães, faz acrobacias como eles (e bem melhores que alguns cachorros que conhecemos) e se por ventura o frigorífico (geladeira) ficar vazio... bom...

Post-scriptum - Ao fazermos a leitura do presente texto em voz alta, principalmente o parágrafo anterior, parece que houve alguém que não gostou... a nossa Piruças, tá claro, a cãozita cá de casa (um dia destes explicamos a estranha denominação) que de imediato meteu o rabo entre as penas, deixou-nos a falar sozinhos e foi, amuada, isolar-se... coisas de cachorro que passarão quando lhe vier a vontade de comer ou de sair de casa.

vídeo

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 .flv

.wmv

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:18


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




calendário

Março 2007

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031