Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Caim sem polémica

por neves, aj, em 06.01.10

No terceiro dia deste novo ano, o portal uol apresentou ao público a mais recente publicação do português Nobel da Literatura, José Saramago: CAIM.
Sem focar as polémicas que aconteceram do outro lado do Atlântico a articulista falou apenas da obra que descreveu como uma visão do Velho Testamento sob uma óptica irónica e ferina e oferece-nospequeno trecho.

Photobucket
clicar para ler apreciação

</p>

A propósito da polémica em verdade vos dizemos que estamos fora, nem sabemos propriamente do que se tratou e porque se levantou, porque há muito que deixámos de passar cartão às posições dos bispos: para quê perder tempo em ouvir/ler as opiniões de quem é contra a pesquisa científica com células-tronco ou células-mãe, que excomunga médico [por ter praticado] e criança [11 anos] por ter autorizado aborto de gémeos gerados no seu ventre em gravidez forçada por padrasto violentador e que ainda permite a disseminação do vírus HIV, causador da AIDS/SIDA, ao proibir o uso do preservativo?
Concluímos dizendo que é muito natural a quem ponha em causa a existência de um deus ter curiosidade em ler a Bíblia [ao contrário da maioria dos crentes que não a lêem] e fazer-lhe críticas, porque a sua condição de descrente é motivada pelos muitos porquês que assolam à mente, os quais, verdade seja dita, continuam sem explicação mesmo com a leitura do chamado Livro Sagrado.
Afinal que explicação deu a Bíblia a homens como Darwin ou Galileu? Interrompeu-lhes foi o raciocínio e se esses homens [e todos os outros homens da Ciência que nos mostram continuamente que toda a Humanidade está em contínua evolução] não se têm demarcado, acreditai caros amigos e amigas que o Voz do Seven nem miragem era.
Ainda não lemos Caim, mas quando o tivermos a jeito não vamos perder a oportunidade, já que afinal não custa tanto como a Quinta das Carvalhas como se diria lá por terras do Douro: R$ 36,00... afinal um quilo de bacalhau. Ademais acreditamos que estamos preparados para o fazer tal como estávamos quando lemos o Evangelho o qual não achámos nada de espantoso ou de polémico: foi apenas rever o Novo Testamento bíblico [rever, sim porque o conhecemos] só que agora sem intervenções divinas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:48




calendário

Janeiro 2010

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31