Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Sagres - viagem de circum-navegação

por neves, aj, em 19.01.10

Diz-nos o Blogue da Embaixada que o navio-escola Sagres da Marinha Portuguesa inicia hoje [mais] uma viagem à volta do mundo, a terceira.
Não entrando em muitos pormenores a notícia do Blogue diz-nos que a viagem demorará cerca de 11 meses e que o Sagres atracará em países como Timor-Leste, a oriente, e Brasil, mais a ocidente.
Contudo em navegação pelo sítio oficial do NRP Sagres ficámos a saber que à largada de Lisboa o Sagres rumará para Ocidente e após quase 21 dias de viagem acostará em Salvador, Estado da Bahia, no dia 9 de Fevereiro [9 horas]. Rumará seguidamente virado ao Sul e depois de acostar em países como Uruguai, Argentina e Chile, deixará as águas do Atlântico e entrará no Oceano Pacífico [pelo Estreito de Magalhães, como se depreende]. Rumará então a Norte e depois de visitar Peru, Equador e México acostará em San Diego [EUA] para celebrar o Dia de Portugal [10 de Junho] e em Honolulu [EUA] onde tomará parte nos festejos do 4 de Julho. Seguem-se paragens no Japão, Coreia do Sul e China, estando prevista a chegada ao antigo território português de Macau no dia 28 de Agosto. Daqui zarpará a 1 de Setembro para chegar a Dili [capital de Timor-Leste] no dia 17 desse mesmo mês de Setembro. Após passar por Indonésia, Banguecoque, Singapura e Malásia [acostando em Malaca] o Sagres chegará a Goa, antiga possessão portuguesa na Índia, no dia 12 de Novembro. Pelo [canal] Suez entrará no Mediterrâneo [passagens por Egipto e Argélia] e, finalmente, pelas 15 horas do dia 23 de Dezembro atracará em Lisboa [PLANEAMENTO].
Será uma viagem com mais de 11 meses [11,267 meses] ou seja 338 dias e mais 1 hora [8113 horas].

Photobucket

Ao pesquisarmos a história do NRP Sagres ficámos a saber que era um navio construído na Alemanha em 1933 e que na altura recebeu o nome de Albert Leo Schlageter, mas o mais curioso é que, depois de andar de mão em mão, em 1961 o Sagres foi adquirido, pasme-se, ao Brasil. A transacção custou aos cofres portugueses a importância de 150 mil dólares, mas sinceramente que não imaginamos o qual o seu valor corrigido para os dias actuais. Se alguns dos nossos leitores souber calcular, faça o obséquio de dizer.
Finalizamos com a transcrição de um dos parágrafos da história do NRP Sagres, mas podem conhecê-la de forma completa a partir daquidesta ligação: No final da guerra, aquando da partilha dos despojos pelos vencedores, o Horst Wessel e o Albert Leo Schlageter couberam aos Estados Unidos. No entanto, apesar dos esforços do Comandante americano da Base Naval de Bremerhaven, não foi possível encontrar, nos Estados Unidos, uma instituição que quisesse ficar com este navio. Pelo que, ao fim de três anos, acabou por ser cedido à Marinha do Brasil, com o intuito de fazer face aos danos causados pelos submarinos alemães aos seus navios, durante a guerra. Em 1961 foi adquirido por Portugal, no sentido de substituir a antiga Sagres, que, curiosamente, também havia sido navio alemão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:58


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




calendário

Janeiro 2010

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31