Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Bons ventos

por neves, aj, em 04.06.10

[ou o carinho com que nuestros hermanos nos vêem]

Sempre ouvi dizer que de Espanha nem bom vento nem bom casamento. Se quanto ao vento nunca me apercebi, já quanto ao casamento sabe-se que nos dias de hoje é uma perfeita idiotice, contudo temos que compreender que Portugal e os portugueses sempre temeram perder a independência para o gigante seu vizinho e um dos modos de a perder seria através do casamento se rei lusitano não deixasse descendente varão e sua filha tivesse juntado os trapinhos com rei castelhano. Curiosamente os casamentos entre os fidalgos dos dois povos eram muitas vezes desejados como arma diplomática para manter ou selar a paz e também por questões estratégicas, mas a desconfiança do Povo é que veria essas uniões sempre com um pé atrás. No entanto é bom recordar uniões em que o Povo Português teria gostado bastante, em que os reis portugueses fizeram Rainhas de Portugal donzelas que amavam o Povo e eram por ele amadas: uma dessas Rainhas  que salta à memória de todos nós lusitanos é a ainda amada e venerada Rainha Santa, afinal Isabel de [Reino] Aragão que casou com D. Dinis, o Lavrador.
 

Photobucket
um clique permite aceder ao documentário

Bom, mas águas passadas não movem moinhos como diz o Povo com a razão que lhe assiste, o que lá vai lá vai e o que ficou é para entreter os historiadores, porque se nos tempos de antanho fomos povos que lutaram árdua e barbaramente durante séculos, hoje portugueses e espanhóis são dois povos mais que amigos, irmãos, tanto que da nossa parte, lusitanos, frequentemente se usa a carinhosa expressão em castelhano para definir os nossos umbilicais vizinhos: nuestros hermanos.
E nuestros hermanos retribuem-nos principescamente com uma das recompensas mais belas que eu lusitano recebi até hoje: um documentário sobre Portugal [soberbamente] produzido pela Radiotelevisão Espanhola, a TVE. De título PARAÍSOS CERCANOS [paraísos vizinhos] define-se como DOCUMENTAL DE VIAJES, DEDICADO A PORTUGAL, DONDE SE VISITAN LOS LUGARES DE MAYOR INTERÉS TURíSTICO DEL PAíS [documentário de viagens, dedicado a Portugal] e oferece-nos 56 minutos de um Portugal belíssimo.
Curioso e digno de destaque é a forma descomplexada como é abordado o Mosteiro da Batalha [Mosteiro de Santa Maria da Vitória] sabendo-se que foi erigido "como agradecimento à virgem pela vitória na Batalha de Aljubarrota", batalha célebre, a jóia da coroa das vitórias em batalhas, cantada e recantada aos portugueses e onde os castelhanos foram copiosamente derrotados.
Em fim de crónica mais não resta do que o agradecimento do tamanho do mundo a nustros hermanos pelo documentário que nos oferecem e, essencialmente, pela forma simpática e carinhosa com que olharam para a pequena Lusitânia e seu Povo.
Que viva España, ora pois.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:55


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




calendário

Junho 2010

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930