Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Dentes

por neves, aj, em 01.07.10

... tratamento de dentes, aliás "linha de tratamento de dentes" já que são várias as cadeiras [de dentista] enfileiradas, embora separadas  por uma "meia-divisória". A primeira vez que entrei numa das salas da Clínica Odontógica da USP [Universidade de São Paulo], após encaminhamento a partir da "urgência", a sensação que tive foi de uma enorme barbearia em que os "barbeiros" do sexo feminino me pareciam notoriamente em vantagem.

Photobucket
clicar para ampliar

Se na urgência me calhou em sorte uma jovem doutora [ainda estudante, mas doutora, ora], já na linha de tratamento coube ao Ricardo, ao Dr. Ricardo Barbosa, ora, a tarefa de fazer a barba, "fazer o canal", aos dois malditos que me roubaram noites de sono e me brindaram com dores dignas de constar do mais categorizado menu de um masoquista. Note-se que atrás disse que me calhou em sorte uma doutora, e posso dizer-vos caros amigos e amigas, que foi sorte mesmo. Parece que nada acontece por acaso neste mundo, mas eu digo que o acaso quis que a jovem [bonita, diga-se de passagem] que na urgência me aliviou das dores [sem contudo conseguir evitar algumas provocadas pela broca] fosse casada com um português que veio para cá [também] tirar o curso. Criou-se [quase] de imediato uma empatia de tal ordem que eu até me atrevi a dizer-lhe que esperava que se desse muito bem com o esposo, porque apesar de a minha boca ser lusitana jamais poderia pagar por "erros" cometidos por compatriotas. Riso para aqui sorriso para acolá, anestesia para aqui limpeza [do canal] para acolá, eis que no final a jovem patrícia [está em processo de naturalização] me perguntou se eu queria um encaminhamento ou por outras palavras passar a pertencer aos quadros clínicos da Clínica [como paciente, claro]. Oh doutora, isso seria ouro sobre azul. É, é que a assistência é gratuita e as vagas são difíceis de encontrar, percebeis meus caros? E lá fui eu ter às mãos do Dr. Ricardo, embora no próximo semestre ele "mude de turno" e eu não saber quem me irá sair em sorte. Mas, no problem, como diria um anglo-saxónico, porque o que não falta é simpatia a estes futuros "mestres-tiradentes" [jamais dito em tom depreciativo, antes sim como homenagem evocando o cognome do mais célebre dos dentistas nascido no Brasil, o alferes Joaquim José da Silva Xavier, que a luta pela Independência imortalizou como mártir da nação brasileira, herói nacional também, e até lhe foi dado um dia em homenagem, oDia de Tiradentes, em 21 de Abril]. Ah... curiosamente a foto não retrata a "minha clínica", antes uma em Lisboa. Também universitária e que trabalhará nos mesmos moldes, certamente. A única diferença que noto é que  por cá a parte cimeira da divisória é em vidro o que até permite ver o colega paciente do lado, medir se ele é mais temeroso, mais mijinhas do que nós, o que até pode servir como estímulo para nos armarmos em valentes face à ameaça da broca e seja lá porque seja, recebo sempre os parabéns dados a menino bem comportado: "portou-se muito bem, sr. António".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:59


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




calendário

Julho 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031